OBSERVATIONS FROM A DISTANCE

Karin Johansson

22.05 – 18.06.2021

Inauguração, Sábado 22 de Maio das 16 às 20h

 


 

“Sol, vento, voo, água, jardim, fogo, conchas, estrutura, equilíbrio … Deixe ir, siga e confie. Veja as limitações como uma vantagem não um obstáculo. Siga a gravidade, procure um equilíbrio. Observe em vez de analisar. Num caminho, no meio de algo.”

Karin Johansson

 

 

O primeiro verso do poema refere-se aos títulos de cada uma das peças do grupo exposto na Galeria Reverso e dá uma ideia das paisagens e do clima que inspiraram a sua elaboração. Ao mesmo tempo, os títulos das peças também falam uma linguagem mais universal, de forma a convidar a uma compreensão mais ampla e a interpretações variadas.

O título da exposição refere-se ao trabalho a partir desse lugar de memória e também das longínquas linhas do horizonte de uma paisagem onde muitas vezes a artista passa o tempo. Mesmo no estúdio, mantendo um pouco de distância da obra, para observá-la à distância, e tentar fazer com que a obra evolua e respire por si mesma, na tentativa de observar mais do que analisar, que é outro tipo de distância.

No processo criativo de Karin Johansson a gravidade e o equilíbrio são sempre aspectos centrais na sua obra. Com as longas peças de acrílico, ela brinca com a colocação e composição para obter direções e movimentos nas peças. Ao fazer os furos em locais diferentes, também consegue linhas, energia e uma abordagem mais activa.

Todas as peças incluídas na exposição são de ouro, acrílico e alumínio colorido. A série é uma continuação do seu trabalho anterior com materiais coloridos. Como sempre, ao trabalhar, é definido um quadro, o tipo de regras a partir das quais irá trabalhar. Desta vez, entre outras coisas, três materiais e nenhuma solda. Usando menos ferramentas, ela conseguiu soluções mais simples para o trabalho e, a longo prazo, uma linguagem visual forte.

O trabalho exposto na Reverso foi criado e desenvolvido de 2018 até hoje.