CARLOS SILVA (1970, Lisboa)

“No nosso quotidiano deparamo-nos com diversos elementos que guardam uma beleza escondida. Sinto que raramente sou atraído pela beleza imediata da natureza. É nas suas pequenas imperfeições, irregularidades e assimetrias que encontro a sua verdadeira expressão.

No meu trabalho crio jóias que traduzam esse carácter aparentemente aleatório. Utilizando como inspiração diversas formas orgânicas e utilizando técnicas onde posso ser mais espontâneo procuro encontrar, tal como na natureza, o movimento único de cada peça, a sua identidade e a sua imperfeição, porque é aí que reside a verdadeira beleza.”   Bio