ATÉ AQUI

Alejandra Ferrer, Ana Margarida Carvalho, Carlos Silva, Carolina Quintela, Filomeno Pereira de Sousa, Inês Nunes, Leonor Hipólito, Manuel Vilhena, Marta Costa Reis, Patrícia Domingues, Paula Crespo, Pedro Sequeira, Sara Leme, Tamia Dellinger, Teresa Garrett, Teresa Milheiro.

curadoria: Carolina Quintela e Paula Crespo

Inauguração: 26 de Setembro, quinta-feira, das 18h às 20h.
27 Setembro – 18 Outubro 2019
 Press Release

seta_reverso_gray8px
Sabemos que a joalharia contemporânea promove o uso de qualquer tipologia de materiais e não necessariamente preciosos, não comportando apenas interesses monetários, mas também estéticos, simbólicos e conceptuais. No decorrer dos últimos tempos, muito tem acontecido e muito tem sido falado relativamente às questões legais que impedem os artistas joalheiros em Portugal de manipular e vender metais preciosos sem que sejam submetidos às mesmas regras que os profissionais industriais.

A nova exposição colectiva da Galeria Reverso reúne um conjunto de peças de joalheiros portugueses (à excepção de uma das artistas) e a intenção de dar a conhecer ou de relembrar o discurso individual de cada um e o seu percurso, numa selecção de peças que existem para além destas limitações e que vão desde os anos 1990 a 2019.

Neste sentido Até aqui une tempo e espaço. Até insere-nos num tempo alargado, pela apresentação retrospectiva de uma multiplicidade de artistas e, da forma como, ao longo dos anos, têm pensado a joalharia contemporânea, questionando e explorando novas formas de olhar a jóia e o seu valor. Aqui localiza-nos na Galeria Reverso que conta com 20 anos de existência, centenas de exposições e cerca de 65 artistas representados.

Nesta exposição podemos encontrar peças de artistas que contam com um longo percurso na galeria como Manuel Vilhena, Leonor Hipólito e Filomeno Pereira de Sousa assim como mais recentes representações e algumas estreias.